Os benefícios empresariais são excelentes estratégias para manter a sua equipe de colaboradores motivada e satisfeita com o trabalho na sua empresa. E se essas comodidades ajudarem a economizar o salário e a sobrar mais uma graninha no fim do mês, o impacto positivo será maior ainda.

Por isso, um dos benefícios mais apreciados pelos trabalhadores é o alimentação. Esse benefício  pode ser ofertado de duas maneiras diferentes: o Vale-refeição, e o Vale- alimentação.

Embora muita gente já tenha sido beneficiada por ele — pois grande parte das empresas brasileiras o disponibiliza na sua carta de benefícios empresariais — o vale alimentação ainda traz muitas dúvidas aos colaboradores, e é preciso que o gestor esteja preparado e bem informado para respondê-las.

Para auxiliar nessa tarefa e ajudar a transmitir confiança aos funcionários e demonstrar a importância do vale-refeição e alimentação, preparamos este post com as principais dúvidas dos colaboradores sobre esses benefícios empresariais, e as suas respectivas soluções.

Confira!

1. O que é Vale Alimentação?

É uma das espécies do chamado vale-alimentação, e consiste na entrega de um valor mensal ao trabalhador, para ser utilizado na compra de gêneros alimentícios, em locais previamente estabelecidos pela empresa.

2. Que produtos podem ser adquiridos com ele?

Todos os que puderem ser utilizados para o preparo de refeições na própria residência do trabalhador, já que, em geral, o benefício somente é aceito em supermercados, padarias, açougues etc., locais onde são vendidos ingredientes, insumos, e não refeições prontas.

3. E o Vale-refeição, em que consiste?

O Vale-refeição também consiste no fornecimento de um valor mensal aos colaboradores, mas, diferentemente do Vale-Alimentação, ele deve ser gasto na compra de refeições prontas.

4. Em que locais o Vale-refeição pode ser utilizado?

Como o benefício refeição é utilizado para a compra de refeições já prontas, a regra é que ele seja aceito em locais como restaurantes, cantinas, lojas de fast-food, e outros estabelecimentos do gênero.

Ele não pode ser usado para compras em supermercados, por exemplo (a menos que seja em restaurantes situados em seu interior).

5. Quais as vantagens de cada um dos tipos?

Isso vai depender das predileções de cada trabalhador. Há quem prefira receber o vale -refeição, outros o Vale-alimentação. Mas, no geral, para os trabalhadores que dispõem de menos tempo no descanso intrajornada, o melhor seria o fornecimento do benefício refeição, porque eles poderiam utilizar na compra do almoço, em restaurantes próximos ao trabalho, por exemplo.

6. Esse benefício é direito do trabalhador ou uma concessão feita pela empresa?

A lei não obriga as empresas a fornecerem o vale-alimentação. Trata-se de um benefício empresarial, concedido por liberalidade da empresa, para bonificar os seus empregados.

7. Existe um valor mínimo para os Vale-refeição e alimentação?

Como se trata de um benefício empresarial, e não de um direito trabalhista, não existe o direito do empregado de exigir um valor mínimo para esses benefícios. O percentual pago vai variar conforme o porte e os recursos financeiros da empresa, e a política de benefícios de cada uma delas.

Gostou do nosso artigo sobre vale-refeição e alimentação? Ele foi útil a você? Então siga a nossa página nas redes sociais e fique por dentro de todas as nossas postagens! Estamos no LinkedIn e Facebook!