Gestão de RH

Sabe o que é People Analytics? Entenda o conceito e como implementar

19/07/2018

É inegável como as mudanças tecnológicas em curso afetam praticamente todas as atividades humanas. E na área de Recursos Humanos não seria diferente; é possível, por exemplo, automatizar processos com o auxílio de novas tecnologias.

Entre diversas inovações que têm ganhado espaço está o People Analytics, mecanismo que permite o gerenciamento de pessoal com informações obtidas por meio da coleta de dados em grande escala.

Acompanhe o post para entender como o People Analytics vem se tornando uma tendência e como ele impactará o mundo do RH!

O que é People Analytics?

Mais do que uma ferramenta, o People Analytics pode ser definido como método ou processo de coleta, organização e análise de dados com o objetivo de entender o comportamento dos funcionários dentro de uma empresa.

Esse processo tem relação com o aumento exponencial do volume de dados gerados diariamente. Logo, ao People Analytics estão conectados conceitos como Big Data e Business Intelligence.

Como ele é utilizado?

Em termos práticos, o People Analytics permite que sejam traçados, a partir dos dados coletados, perfis comportamentais de forma mais justa e próxima da realidade. Com tais perfis em mãos, é possível fazer previsões ou testar novas configurações de distribuição de atribuições de acordo com as habilidades de cada um.

E tudo isso faz uma grande diferença: as decisões baseadas em padrões adotados sem nenhum critério dão lugar a definições realizadas a partir de uma enorme quantidade de informações. Logo, a chance de equívocos diminui substancialmente.

Quais são as vantagens do People Analytics?

A melhoria na tomada de decisões não é a única vantagem oferecida pelo People Analytics. Listamos mais algumas delas, que evidenciam outros benefícios proporcionados aos negócios que adotam esse método.

Produtividade

Com tantos dados e capacidade de analisá-los à disposição, é mais fácil identificar quais atitudes precisam ser tomadas para melhorar a produtividade. É possível perceber, por exemplo, que determinado funcionário necessita de um treinamento específico ou de um computador melhor para trabalhar.

Competitividade

Com o People Analytics o setor de RH automatiza parte das tarefas. Dessa forma, ganha mais tempo para desenvolver estratégias que possam impactar beneficamente a atuação dos demais profissionais, ampliando a competitividade da empresa no mercado.

Melhores contratações

O People Analytics também contribui para o aprimoramento dos processos seletivos. Entre tantos candidatos qualificados, eliminar critérios subjetivos do processo auxilia na escolha do profissional mais adequado ao cargo em aberto.

Como implementá-lo?

A implementação do People Analytics demanda algumas etapas. Conheça-as nos próximos tópicos.

Coleta de dados

A coleta de dados deve ser abrangente e reunir a maior quantidade possível de informação. Redes sociais, e-mails e histórico de navegação são as fontes mais comuns de dados.

Definição de métricas e indicadores

De nada adianta uma quantidade enorme de dados se não houver meios de acompanhá-los. Por isso, as métricas devem ser definidas com antecedência. E essas métricas só farão sentido se forem seguidas pela construção de indicadores que apontem para uma informação relevante — como o índice de produtividade ou o nível de satisfação dos colaboradores, por exemplo.

Correlações e projeções

A partir disso, será possível traçar correlações entre os dados coletados e algum fenômeno observado no dia a dia da empresa. E, em uma situação ideal, efetuar projeções para criar estratégias ou evitar problemas.

Ainda que em fase inicial no Brasil, o People Analytics demonstra muito potencial — tanto que já é adotado por empresas gigantes como Google e Walmart. Por isso, conhecê-lo é fundamental para o profissional de RH que quer estar sempre atualizado.

Gostou do conteúdo e quer ler mais artigos relacionados ao universo dos Recursos Humanos? Leia também o nosso post sobre como lidar com o pedido de mudança de setor de um funcionário.

Você também pode gostar

Share This
Navegação