Gestão de RH

Gestão financeira: 4 dicas para otimizar em pequenas empresas

10/10/2017

Todo empreendedor deseja ver o seu negócio decolando o mais rápido possível, não é mesmo? Mas isso é quase impossível quando não acontece uma gestão financeira eficiente.

Apesar de parecer um processo bem complicado, planejar as finanças só exige disciplina, organização e atenção do gestor. Os resultados disso são quase imediatos para a empresa, que passa a atuar com mais estabilidade e se torna menos suscetível a imprevistos.

Por isso, neste post, separamos 4 dicas para que você possa otimizar a sua gestão financeira ao seguir alguns passos bem simples. Confira:

1. Faça um bom planejamento orçamentário anual

Um bom planejamento é o primeiro passo para otimizar a gestão financeira do seu negócio. Estabeleça os gastos prioritários e preocupe-se principalmente com o orçamento mínimo que a sua empresa precisa para operar.

Comece pela estimativa de entradas e saídas, com base no seu histórico de operação. É importante que suas previsões sejam bem realistas, quase pessimistas, para que você não tenha que lidar com surpresas desagradáveis depois.

E não deixe para pensar nisso somente no começo do ano: o ideal é que o trabalho de planejamento se inicie por volta de setembro. Assim, você consegue realizá-lo com tranquilidade, garantir que ele passe por revisão de outros colaboradores da equipe e colocá-lo em prática quando o ano começar.

2. Não misture seus gastos pessoais com os da empresa

Apesar de parecer uma maneira de otimizar processos, ter uma conta só para seus gastos pessoais e empresariais pode ser um caminho bem perigoso para a gestão financeira do seu negócio.

Até que um negócio apresente lucratividade significativa leva um tempo, o que pode ser estendido quando as contas são misturadas — pois o dinheiro estará todo em um lugar só e, caso você precise, acabará inevitavelmente utilizando-o.

Mesmo os gestores mais organizados acabam se perdendo no meio do caminho, então evite ao máximo que isso aconteça com você.

3. Automatize processos e terceirize processos burocráticos

O mercado está repleto de tecnologias que podem facilitar e muito a gestão financeira do seu negócio.

Atualmente, existem softwares específicos para gerenciamento que são rápidos e bem práticos. Procure um que se adeque à realidade do seu negócio e atenda as principais demandas da sua rotina administrativa.

Esse investimento qualificará seu tempo (que é muito valioso) e será uma excelente alternativa para auxílio na tomada de decisão, por meio de relatórios gerenciais, com gráficos, fluxo de caixa, andamentos de notas fiscais ou acompanhamento do saldo do seu caixa.

Além disso, considere também terceirizar alguns processos mais burocráticos. Isso fará com que você e sua equipe possam se debruçar sobre o que é mais estratégico para o negócio, deixando a parte mais operacional e burocrática para terceiros.

4. Saiba exatamente com o que gastar

Por mais que tudo pareça inicialmente essencial, não é.  É fundamental que você seja, cada vez mais, estratégico na hora de administrar as finanças da sua empresa. Evite gastos desnecessários ou que sejam pouco úteis para o momento do seu negócio. Vale aquela máxima: “minha empresa realmente precisa disso agora?”.

A partir dessa análise, você provavelmente será capaz de realizar alguns cortes de gastos desnecessários que vão favorecer (e muito) a saúde financeira da sua empresa.  

Percebeu como você consegue otimizar a gestão financeira do seu negócio com algumas dicas bem simples? Conheça o Benefícios! Uma ferramenta prática e econômica para aquisição de benefícios.

Você também pode gostar

Share This
Navegação