O absenteísmo no trabalho é caracterizado pela quantidade de faltas dos colaboradores em um determinado período e pode ocorrer por diversos motivos.

Seus principais impactos em uma organização são a queda na produtividade, aumento de custos e maior número de clientes insatisfeitos. O resultado disso tudo no final do mês pode aparecer na forma de quedas nas vendas e baixa no faturamento.

Para entender realmente quais são as causas que levam os profissionais a perderem dias de trabalho, o primeiro passo é descobrir o motivo deles apresentarem esse tipo de comportamento.

Por isso, preparamos este post com as principais causas do absenteísmo no trabalho e o que fazer para melhorar essa situação. Continue a leitura e entenda:

Problemas de saúde

Além de terem que lidar com incômodos de ordem física, como aqueles relacionados a esforços repetitivos, milhares de trabalhadores também sofrem com transtornos mentais e emocionais. A depressão, por exemplo, é uma das doenças que mais afastam os profissionais brasileiros do trabalho.

Para ajudar o funcionário, as empresas devem investir em ambientes de trabalho e clima organizacional mais agradáveis, onde assédio moral e bullying não sejam práticas aceitas ou recorrentes.

Já para colaboradores com incômodos de ordem física, a empresa pode oferecer um plano de saúde diferenciado ou horários de trabalho mais flexíveis, que permitam que eles possam consultar um médico ou fazer sessões de fisioterapia, por exemplo.

Falta de valorização

As empresas que não querem perder talentos devem começar a valorizar seus funcionários agora mesmo! Isso porque o absenteísmo gerado pela falta de valorização é só a ponta do do problema que virá pela frente: muito provavelmente a empresa corre o sério risco de perder o colaborador que não se sente valorizado.

Valorização e reconhecimento estão relacionados diretamente com a autoestima. Ou seja, o profissional que não recebe um feedback sobre um projeto interessante que desenvolveu, sofrerá uma perda de motivação depois de um certo período, o que o levará a preferir ficar em casa em vez de ir trabalhar.

Então incentive os gestores a ficarem atentos aos talentos que possuem em suas equipes. Exclua da organização o velho pensamento de que “os profissionais não estão fazendo mais do que a obrigação deles”. O feedback é importante para os colaboradores e algo bastante simples de ser implementado.

Estrutura deficiente para trabalhar

A empresa precisa fornecer suporte para que o colaborador exerça suas atividades de forma adequada. O profissional que se sentir limitado por falta de equipamentos ou tecnologia, ficará de “mãos atadas” e será um forte candidato ao absenteísmo, já que sua motivação cairá e ele não verá mais sentido no trabalho.

Portanto, investir na estrutura é primordial para evitar a desmotivação e a falta de comprometimento.

Má gestão dos benefícios

Ter problemas para ir trabalhar porque não conseguiu usar o vale-transporte não é apenas uma desculpa para faltar ao trabalho. Realmente isso pode ocorrer com colaboradores que enfrentam problemas com a má gestão dos benefícios oferecidos.

A empresa deve entender que uma má gestão dos benefícios pode sim ser uma das causas de insatisfação dos funcionários e ela aumenta consideravelmente as taxas de absenteísmo no trabalho.

No caso do vale-transporte, por exemplo, o melhor é optar por oferecê-lo por meio de um fornecedor de confiança, que não atrasará os créditos. Encontre aqui a Lei do Vale-Transporte e contrate o serviço adequado para você.

Melhor ainda é oferecer uma carteira de benefícios ampla, que englobe também vale-alimentação, refeição e até mesmo combustível. Temos certeza de que a motivação de seus funcionários vai disparar e o absenteísmo será um problema distante para a sua empresa.

Conseguiu entender quais são as principais causas do absenteísmo no trabalho? Então aproveite e compartilhe este post nas suas redes sociais para ajudar a propagar o conhecimento sobre este assunto!