Conheça 4 pilares da gestão de pessoas e descubra os seus impactos

pessoas sentadas em sala escutando sobre gestão de pessoas
7 minutos para ler

A gestão de pessoas exerce um papel fundamental dentro de qualquer organização. É por meio dela que é fortalecido o engajamento entre funcionário e empresa, garantindo que o capital humano esteja sempre motivado, em desenvolvimento e alinhado às visões e objetivos da corporação.

Conhecer os principais pilares da gestão de pessoas é importante para a criação de ações estratégicas nesse sentido — e é importante destacar que cada vez mais empresas vêm percebendo a importância de pensar nos colaboradores como peças-chave para seu funcionamento, preocupando-se, assim, com o seu bem-estar, qualidade de vida e saúde.

Quer entender melhor sobre o assunto e descobrir quais são esses pilares? Então, continue conosco na leitura do post!

Powered by Rock Convert

Quais são os principais pilares da gestão de pessoas?

Vamos iniciar apresentando os 4 pontos principais do trabalho de administração de talentos e como eles são desenvolvidos.

1. Treinamento e desenvolvimento

Investir no desenvolvimento dos times de trabalho — por meio de treinamentos, workshops e demais ações que estimulem a busca pelo aprendizado contínuo — é, também, investir no crescimento da empresa. Isso porque, por mais que o negócio apresente um produto ou solução eficiente, serão sempre as pessoas as responsáveis por manter a engrenagem da organização funcionando.

Nesse sentido, quanto mais capacitadas elas forem, melhores serão as entregas, tanto em produtividade quanto em qualidade.

2. Motivação

Acima, mencionamos um aspecto fundamental para todo negócio: a produtividade das equipes. O principal segredo para mantê-la sempre em níveis satisfatórios é justamente a motivação. Sem ela, dificilmente o colaborador terá motivos para dar o seu melhor. Afinal, por que ele vestirá a camisa do time e cumprirá com suas funções com excelência quando não há incentivo, muito menos uma valorização de seus esforços?

Aqui, é importante que as empresas saibam agir de forma estratégica, não só reconhecendo o trabalho de seus funcionários e dando feedbacks constantes, como também oferecendo a eles um programa de benefícios corporativos atraentes.

Entre os benefícios mais visados pelos colaboradores brasileiros estão:

3. Trabalho em equipe

Toda empresa é uma estrutura que, para funcionar, deve contar com um objetivo comum para todos. Mesmo que a organização conte com inúmeros setores, não faz sentido se o trabalho entre eles for completamente independente, com os seus próprios objetivos e sem ligação com os demais. Por isso, um dos mais importantes pilares da gestão de pessoas é a promoção do trabalho em equipe.

4. Comunicação

Para que todos os pilares que citamos até então, de fato, tragam resultados, é essencial que seja implementada uma comunicação clara e integrada na empresa — ou seja, não só entre os gestores ou funcionários de um mesmo setor, mas envolvendo todos os segmentos do negócio.

Para isso, a gestão de pessoas deve buscar sempre incentivar o diálogo, quebrando as “barreiras” hierárquicas (facilitando o acesso aos líderes) e mantendo uma transparência nas informações, de forma que elas estejam sempre disponíveis para todos.

Quais são os benefícios da gestão de pessoas para a empresa?

Implementar a administração de talentos em uma organização não trata apenas da adesão a uma prática importante do RH. Vale entender como os pilares são importantes e podem elevar os resultados da corporação, permitindo um melhor aproveitamento das competências que seus colaboradores oferecem atualmente.

Conheça os benefícios que esse gerenciamento traz para a corporação.

Contratações alinhadas com a empresa

Uma das grandes dificuldades dos líderes e do RH atualmente é a contratação de pessoas adequadas para as vagas. Durante o processo seletivo, os recrutadores avaliam as competências técnicas para entender se a pessoa tem o que é necessário para exercer a função. No entanto, muitos esquecem de analisar as competências comportamentais, e se elas estão alinhadas com a cultura organizacional.

Empresas que contam com um trabalho de gestão de pessoas têm clareza sobre a sua cultura. Os líderes entendem exatamente que tipo de profissional precisam e as seleções são direcionadas, abrindo caminho para contratações mais acertadas.

Aumento da produtividade

O trabalho bem feito de gestão de pessoas colabora para um melhor clima organizacional, auxiliando na motivação dos funcionários.

Também há uma preocupação com o desenvolvimento dos colaboradores, que recebem feedbacks sobre sua performance e treinamentos que estimulam a ampliação das competências.

Isso faz com que os profissionais se sintam reconhecidos e “vistam a camisa” da empresa, apresentando assim um trabalho com maior qualidade.

Alinhamento dos objetivos

A gestão de pessoas tem uma abordagem estratégica ― os responsáveis levam em consideração as metas da empresa e buscam direcionar o desenvolvimento dos funcionários ao encontro desses objetivos. Os colaboradores aprendem a trabalhar melhor e entendem o que a organização deseja, formando uma base sólida para o crescimento corporativo.

Ocorre então um alinhamento das atividades e dos pilares da gestão de pessoas com as metas da empresa, fazendo com que a marca alcance um ótimo desempenho e se destaque diante da concorrência.

Como tornar a gestão de pessoas estratégica?

Já que a abordagem estratégica da gestão de talentos foi citada, vale ressaltar como essa visão é adotada. Diversas mudanças podem ser implementadas para que o RH consiga, de fato, assumir um viés mais voltado para as metas da organização.

Um aspecto fundamental é a preocupação com a satisfação dos funcionários. Todos os esforços para o desenvolvimento dos colaboradores são inúteis se não há um foco verdadeiro em fazer da empresa um local engajador e que ofereça bem-estar para os profissionais.

A liderança também precisa ser trabalhada nesse sentido, pronta para adotar uma postura empática e envolver a equipe na realização dos projetos. Os líderes devem assumir o papel de inspirar, o que condiz com a abordagem das organizações que crescem atualmente e com as necessidades dos profissionais.

Por fim, as políticas corporativas devem ser favoráveis aos colaboradores. As marcas que sobreviverão ao mercado de trabalho atual são as que colocam a jornada do funcionário em primeiro lugar, fortalecendo o employer branding e impactando positivamente a aceitação pelos consumidores. Empresas que tratam bem seus funcionários e divulgam esse valor são bem-vistas pelo público e pelos investidores.

Colocar os pilares da gestão de pessoas em prática, sobretudo oferecendo ferramentas que colaborem com a sua saúde e bem-estar dos colaboradores, é um grande diferencial competitivo. Traz resultados positivos e faz toda a diferença no sucesso da organização.

Gostou das informações que trouxemos no post? Caso tenha restado alguma dúvida, entre em contato agora mesmo conosco e aproveite para conhecer as nossas soluções em benefícios!

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Você também pode gostar