Benefícios Corporativos

Benefícios empresariais: por que ir além da bonificação financeira?

06/07/2017

Um dos maiores desafios das empresas modernas diz respeito à manutenção de uma equipe motivada, engajada e satisfeita. Cada vez mais cientes da importância determinante de um quadro qualificado de funcionários, os gestores de Recursos Humanos investem em táticas amplas e consistentes para reter talentos. Neste âmbito, os benefícios empresariais despontam como diferenciais importantes no momento de agradar o colaborador.

Neste post, você entenderá um pouco mais sobre a exitosa prática de recompensar os funcionários a partir de benefícios que não são necessariamente financeiros. Além disso, terá acesso a 4 motivos que vão reforçar a viabilidade de apostar nesta tendência. Vamos lá?

Por que apostar em benefícios empresariais que vão além da bonificação financeira

Muito embora não haja como questionar a atração de um salário polpudo exerce na consideração de uma oferta de emprego, as empresas da atualidade têm cada vez mais consciência de um novo fenômeno que ganha força na boa gestão de RH: o oferecimento de benefícios não-monetários que agem de forma a motivar e a reter talentos.

Este panorama, focado em proporcionar ao funcionário formas diferenciadas de reconhecimento, é relativamente recente, mas já mostrou que é eficaz na satisfação das equipes.

Os benefícios não-financeiros certamente não têm força para substituir bônus em dinheiro, mas fortificam a percepção do colaborador no que tange à preocupação da empresa em mantê-lo motivado.

Diante de impactos tão positivos, é válido ponderar uma análise aprofundada da viabilidade de aplicar a tendência de RH no quadro da sua empresa. O sucesso de uma operação depende diretamente da boa execução das atividades individuais — e a alta performance do negócio está indissociavelmente associado ao engajamento da equipe.

Benefícios empresariais como forma de impulsionar resultados

Agora que você já conhece a importância de oferecer benefícios que vão além do dinheiro (sem, entretanto, negligenciar a motivação inerente a uma bonificação competitiva), chegou a hora de avaliar os desdobramentos positivos que reviam da adoção de uma política de incentivo não-monetário — atuando de forma consistente para estimular e manter a equipe.

Entender e atender às novas necessidades

O ambiente de trabalho é o local em que passamos a maior parte de nosso dia. Por isso, algumas iniciativas para atualizar políticas empresariais vigentes, objetivando alinhar expectativas de trabalho e demandas sociais, são muito bem-vistas pelos colaboradores.

A possibilidade de adotar uma grade flexível de horários, por exemplo, pode beneficiar mães com filhos pequenos — permitindo que sejam feitas algumas tarefas específicas, como traslado escolar — ou agradar pessoas que rendem mais em determinados períodos do dia.

Proporcionar mais qualidade de vida

Ao priorizar a qualidade de vida de sua equipe, a empresa se mostra preocupada para além da satisfação profissional do funcionário, visando o contentamento pessoal do indivíduo.

Iniciativas voltadas a incitar comportamentos mais saudáveis, por exemplo, são ótimas táticas para emitir à equipe uma mensagem mais humana. O oferecimento de ginástica laboral, por exemplo, é uma ótima estratégia para valorizar a qualidade de vida do time.

Capacitar e preparar para novos desafios

Uma das melhores formas de reter o funcionário é dar a ele autonomia diante de uma tarefa desafiadora. Para fomentar a segurança no potencial de execução e, assim, gerar aumento de performance, a capacitação constante é uma ótima alternativa.

Ao demonstrar confiança na capacidade do indivíduo, a empresa faz com que o colaborador valorize a oportunidade concedida. E o retorno é certeiro! Profissionais mais qualificados estão mais aptos a entregar resultados diferenciados.

Valorizar comportamento e conquistas

Independentemente da forma de recompensa, seja ela monetária ou não, o reconhecimento por comportamentos adequados e conquistas importantes é fundamental para que o funcionário se sinta valorizado.

Nem só de bônus vive a satisfação do colaborador: um agradecimento público ou um prêmio interno podem ser o que falta para que sua equipe fique ainda mais motivada — e, novamente, investir em benefícios empresariais que vão além do dinheiro se mostra uma estratégia eficaz.

Gostou do conteúdo e quer saber mais sobre as inúmeras possibilidades para impulsionar o desempenho da sua equipe? Então entre em contato conosco agora mesmo!

Você também pode gostar

Share This
Navegação