Investir em políticas corporativas que estimulam a qualidade de vida é uma tendência que não para de crescer na área de gestão de pessoas. Muito se discute sobre como tais práticas contribuem para o sucesso da empresa e para o nível de satisfação dos colaboradores com a organização em que trabalham.

Nesse sentido, a gestão de benefícios se apresenta como ferramenta importante para aumentar a qualidade de vida. Por meio dela, a empresa poderá observar resultados positivos, como o aumento da retenção de funcionários, ampliação dos níveis de produtividade e melhoria no clima organizacional.

Pensando nisso, preparamos este artigo para explicar um pouco mais sobre a gestão de benefícios em uma empresa e como essa ferramenta é uma aliada para melhorar os níveis de satisfação dos colaboradores. Confira!

O que é qualidade de vida no trabalho?

Em uma relação empregatícia, existem expectativas mútuas entre o colaborador e a empresa: enquanto o empregador quer um funcionário que cumpra de forma satisfatória com suas atribuições, o trabalhador quer encontrar um ambiente de trabalho positivo e que lhe permita alcançar equilíbrio entre a vida profissional e pessoal.

As ações que visam a promoção da qualidade de vida no trabalho (QVT) objetivam chegar a esse ponto comum, capaz de fazer com que as expectativas partilhadas entre empregador e empregado sejam correspondidas.

É importante entender que, caso não haja essa correspondência, o desempenho e produtividade do trabalhador serão afetados negativamente, prejudicando o crescimento do negócio.

Pode-se definir a QVT como o conjunto de ações empreendidas pela organização com o intuito de ajudar os colaboradores a encontrar equilíbrio entre a vida laboral e pessoal. Isso ocorre por meio de medidas específicas que conciliam os interesses dos trabalhadores e das empresas, por exemplo, por meio de uma boa gestão de benefícios.

Gestão de benefícios e qualidade de vida

Na medida em que a qualidade de vida é um resultado direto do oferecimento de boas condições de trabalho, a gestão de benefícios exerce papel fundamental para que ela seja uma realidade para os funcionários de uma empresa.

Ao contrário do que se pensa, a remuneração não é o elemento mais importante na visão do trabalhador. A existência de benefícios básicos, como aqueles ligados à alimentação, saúde, integração, responsabilidade corporativa e oportunidades de crescimento são alguns dos que mais despertam interesse no colaborador.

Para certificar-se de que a gestão de benefícios de sua empresa é eficiente, deve-se, também, analisar os níveis de satisfação dos funcionários, afinal, eles representam um dos elementos mais importantes de uma organização, o capital humano.

Pode-se fazer isso por meio de sondagens de opinião interna e da avaliação da própria empresa sobre o que ela oferece aos funcionários:

  • oferece benefícios importantes como os relacionados à alimentação, saúde e bem-estar do colaborador e de sua família;

  • investe em práticas de responsabilidade corporativa;

  • facilita a capacitação do trabalhador e oferece oportunidades para crescimento;

  • promove a integração interna e social dentro da instituição;

  • tem um sistema de remuneração adequado e igualitário entre os níveis hierárquicos;

  • oferece condições de trabalho adequadas;

  • dá feedback quanto ao que espera dos colaboradores.

Resultados de uma boa gestão de benefícios

O investimento em programas que visam a ampliação da qualidade de vida é responsável por melhorar os níveis de produtividade das equipes e também os resultados gerais da empresa, inclusive o financeiro. São fatores que ajudam o negócio a crescer, solidificar e a auferir lucros maiores.

Além disso, ao colocar em prática essa técnica é possível garantir outros benefícios, por exemplo:

Nota-se, assim, que a qualidade de vida do trabalhador é proporcional aos resultados que ele oferece à empresa em que trabalha, e isso pode determinar a prosperidade do negócio. Com uma política de gestão de benefícios eficiente, a empresa pode elevar bastante o bem-estar dos colaboradores e isso repercutirá em melhoria no desempenho da empresa como um todo.

Gostou de saber um pouco mais sobre a relação entre gestão de benefícios e qualidade de vida? Então, confira o nosso e-book gratuito “Guia dos Benefícios”! Clique aqui para baixar.