Desenvolvimento de pessoal

7 dicas para um programa de desenvolvimento de líderes

28/11/2016

A figura do líder dentro da empresa é fundamental para que ela tenha sucesso em um mercado cada vez mais competitivo. Porém, com a crescente disputa por talentos entre as corporações, está se tornando difícil captar profissionais com perfil de liderança. A solução é investir em um programa de desenvolvimento de líderes de qualidade.

Para ajudar nesse desafio, separamos 7 dicas que podem colaborar com a implantação de um projeto amplo e importante como esse. Confira!

1. Busque trabalhar em todos os níveis hierárquicos

Um bom programa de desenvolvimento de líderes deve ser implantado em todos os setores da organização. Mesmo que cargos mais altos já possuam líderes, eles poderão adquirir conhecimentos que melhorem sua capacidade de liderar durante o treinamento.

Só é importante dividir o conteúdo e as atividades conforme as especificidades de cada grupo hierárquico, abordando conceitos e práticas avançadas para os postos mais altos.

2. Defina prioridades do programa

O programa de desenvolvimento de líderes deve ter prioridades para que a empresa possa solucionar deficiências e obter resultados positivos rapidamente. Isso pode ser feito iniciando a capacitação em setores críticos, nos quais o papel de líder é urgente, ou não haja pessoal qualificado para esse papel.

3. Avalie a possibilidade de começar com um programa reduzido

Caso a empresa seja grande ou a aplicação do programa em todos os setores exija recursos indisponíveis no momento, é indicado iniciar o desenvolvimento de líderes de forma reduzida, como um projeto-piloto.

Pode-se aplicá-lo exatamente em áreas e níveis com maior prioridade e, conforme os resultados aparecerem e os recursos chegarem, expandi-lo para os demais setores e cargos hierárquicos. Isso ajuda a adquirir experiência e readequar estratégias que não deram certo nesse primeiro grupo.

4. Estruture o programa de desenvolvimento de líderes conforme as necessidades dos setores

O desenvolvimento de líderes deve ser feito conforme as necessidades de cada setor. Isso possibilita estipular aquelas áreas com maior ou menor prioridade, mas não só isso.

Setores com amplo contato com o público precisam de líderes comunicativos, enquanto que em setores técnicos a habilidade de se concentrar e organizar é mais exigida dos líderes. Dessa forma, o programa deve se adaptar e fornecer aprendizado para suprir as exigências de cada departamento.

É preciso ressaltar que um programa de desenvolvimento de líderes deve contemplar todos esses pontos, sem distinção. Ainda que os conceitos sejam explorados em todos as áreas, recomenda-se trabalhar tópicos que precisam de maior enfoque em alguns departamentos.

Gestores com competências alinhadas às necessidades de suas áreas podem ser mais eficientes, cooperando para a melhora na produtividade de seus colaboradores. Também podem influenciar de maneira positiva seus liderados, obtendo maior engajamento por parte deles.

5. Busque ajuda profissional externa quando necessário

Caso exista dificuldade em levar adiante o programa, deve-se buscar ajuda profissional externa na forma de consultores, coaching, mentores, etc. Isso é vital para que o desenvolvimento dos líderes consiga êxito, especialmente em empresas com pouca experiência na aplicação de capacitação junto aos colaboradores.

6. Invista no entendimento da estratégia por todos

Um dos grandes desafios do RH é conseguir repassar com clareza as informações e objetivos do programa de treinamento de líderes para os gestores e demais funcionários. A comunicação clara desses pontos deve ser fomentada para que todos as compreendam e atuem em prol do alcance dos propósitos do projeto.

É preciso haver aceitação e comprometimento na execução das atividades que o programa exige, e estas necessitarão do empenho dos atuais gestores.

7. Utilize ferramentas para avaliação de desempenho para mensurar os resultados

Além de direcionar funções e tarefas para os funcionários aperfeiçoarem suas habilidades de liderança, o RH e os gestores devem fazer o acompanhamento de como elas são cumpridas. Isso pode ser feito por meio de ferramentas de avaliação que permitam mensurar os resultados alcançados por cada colaborador, sejam elas check lists, questionários, relatórios de observação, etc.

A aplicação de feedbacks também deve ser incentivada em um programa de desenvolvimento de líderes, para que os funcionários possam corrigir erros e descobrir onde melhorar.

E se você quiser saber mais sobre como avaliar o desempenho dos funcionários, confira 5 opções incríveis que separamos para você em nosso blog!

Você também pode gostar

Share This
Navegação