Benefícios Corporativos

4 passos para a criação de um programa de incentivo eficiente

19/09/2017

Para além das atividades administrativas, o gestor precisa estar constantemente atento e seriamente envolvido com o desempenho de sua equipe. A tarefa de engajar e motivar os colaboradores, certificando-se de que estão alinhados aos objetivos e metas da empresa, é determinante para o sucesso coletivo.

Neste âmbito, um bom programa de incentivo desponta como fundamental na retenção desses talentos. Se você ainda não está plenamente convencido acerca da importância de formatar e oferecer incentivos atraentes ao seu quadro de funcionários, não deixe de ler o conteúdo até o final.

Neste post, você vai entender quais são os objetivos do plano e como deve ser o processo de estruturação e implantação de um programa de incentivo. Preparado? Vamos lá!

Quais são os objetivos do programa de incentivo?

A criação de um programa de incentivo eficiente desencadeia uma série de benefícios ao time e, por consequência, também à empresa. Ao priorizar a elaboração de um plano de benefícios atrativo, o gestor age proativamente para reter talentos e motivar seus funcionários.

Diante disso, é válido mencionar que os objetivos do programa de incentivo envolvem a potencialização do desempenho, a motivação individual e coletiva e a obtenção do retorno monetário — em curto e longo prazo — esperado pela empresa em sua rotina de operações.

Não seria equivocado pontuar que, a partir do programa de incentivo, é possível extrair benefícios valiosos, tais como:

  • melhora na produtividade: colaboradores mais satisfeitos são, também, mais produtivos. Por isso, um bom programa de incentivo age positivamente na produtividade da equipe, estimulando o desempenho e angariando resultados coletivos mais consistentes;

  • atração e retenção de talentos: sob a ótica do candidato, a carteira de benefícios é certamente um dos aspectos avaliados no momento de aceitar uma proposta de trabalho. As comodidades também são ponderadas na hora de considerar uma mudança de emprego, o que ressalta a importância de criar e nutrir um programa de incentivo robusto e atraente, recrutando e mantendo talentos;

  • aumento na lucratividade: se uma empresa conta com talentos satisfeitos e engajados, o resultado final deve ser uma operação cada vez mais lucrativa. Sendo assim, o programa de incentivo também tem sucesso na missão de sustentar a prosperidade da organização.

Qual é a melhor forma de criar (e implantar) o programa de incentivo ideal?

Diante das inquestionáveis vantagens do programa de incentivo — da motivação à lucratividade —, é válido reforçar de que modo é possível extrair os benefícios do plano. Ao priorizar a implantação desta estratégia na sua empresa, certifique-se de:

1. Escutar os colaboradores

Antes de empreender qualquer movimentação em relação à formatação de um programa de incentivo eficaz, não deixe de ouvir o que os colaboradores anseiam.

Para assegurar um plano sólido, que vá ao encontro dos desejos da equipe, considere aplicar uma pesquisa interna para entender em profundidade quais são as requisições mais recorrentes, garantindo mais assertividade na concepção e na implantação do plano.

2. Estabelecer metas claras e críveis

Todo programa de incentivo deve estar atrelado a metas claras e plausíveis, para que seja, de fato, um atrativo eficiente e que sirva aos interesses da organização, enquanto motiva e engaja os colaboradores.

Por isso, antes mesmo de lançar um plano, desenhe metas específicas para cada área/operação e relacione-as aos benefícios definidos no programa de incentivo.

3. Incorporar benefícios estratégicos

Uma vez consciente das demandas internas, no que se refere aos benefícios mais valorizados pelos colaboradores, o gestor de RH deve agir proativamente para incorporar um programa de incentivo estratégico e eficiente.

Se há preferência por viagens, por exemplo, o atingimento de determinada meta pode bonificar o colaborador ou a equipe com um passeio específico.

4. Divulgar o programa aos colaboradores

Quando o programa de incentivo estiver consolidado (elaborado por meio de pesquisas, alicerçado em metas consistentes e composto por benefícios valorizados), é necessário divulgá-lo amplamente aos colaboradores, motivando-os continuamente a entregar os resultados esperados e, assim, desfrutar das vantagens do plano.

A sua empresa já conta com um programa de incentivo? Você planeja implementá-lo de forma a motivar seus colaboradores? Deixe um comentário no post e divida sua experiência conosco!

Você também pode gostar

Share This
Navegação